Toledo

Por Fabiana Novello

as ruas estreitas de Toledo

as ruas estreitas de Toledo

Uma das vantagens de Madri, na Espanha, é estar perto de outras cidades muito interessantes. Toledo é uma delas.

Toledo está a 70 km de Madri. Dá pra ir e voltar no mesmo dia. A opção mais rápida para chegar é o trem de alta velocidade. A viagem sem paradas dura 30 minutos e a passagem custa 10,15 euros a ida e o mesmo valor a volta. Eu comprei os bilhetes pela internet, no site da companhia Renfe, que gerencia o transporte.

A viagem vale a pena desde o embarque. Em Madri, o trem sai da bela estação Puerta de Atocha que tem um jardim interno muito bonito.

Fui de segunda classe mesmo. Os vagões são espaçosos e as poltronas são confortáveis. Mais do que o suficiente para uma viagem tão curta. O único incômodo para mim aconteceu na ida, mas nada que estragasse a viagem. No vagão em que eu estava todas as poltronas eram de costas. Isso sempre me faz mal, me enjoa, por isso sempre prefiro assentos de frente ou de lado. Mas como não tinha outro jeito, encarei e o Dramin acabou segurando bem. Foi só não mexer muito a cabeça.

Toledo é uma cidade medieval. A parte histórica está no alto da colina. Na estação de trem há ônibus e táxis que levam até lá. Eu preferi ir a pé porque é muito perto.

No caminho que fiz está a linda ponte de Alcântara com uma bela vista para o rio Tejo. Passando por ela, encontrei uma escada que leva ao centro histórico. Subi mais de 200 degraus. Mas, calma, você não precisa fazer isso. Há outros caminhos e há escadas rolantes também. E como eu disse, você pode ir de táxi ou ônibus, ou carro se tiver alugado um.

Após a subida, logo o visitante encontra a praça Zocodover e de lá, com um mapa na mão (na estação de trem custa 2 euros), você vai fazendo seu roteiro ou anda meio sem rumo como eu e vai descobrindo e conhecendo o que aparecer no caminho. Vai se perdendo pelas ruas estreitas da cidade.

A Catedral é linda demais. Há uma mesquita e sinagogas também. Há ainda um museu dedicado ao artista El Grecco. Ah! E acho que em praticamente todas as lojas de artesanato há espadas e armaduras de cavaleiros.  A comida também é um espetáculo. Tem para todos os bolsos. É só pesquisar. Eu comi um cozido. Pra quem gosta de marzipan, as confeitarias têm aos montes.

Eu cheguei a Toledo pouco depois das 10h. Céu encoberto. Um friozinho… Cachecol, casaco. O Sol foi aparecendo durante o dia, deixando as paisagens vistas do alto da colina mais bonitas. E o fim de tarde foi um convite pra voltar.

vista da ponte de Alcântara, Toledo.

vista da ponte de Alcântara, Toledo.

Sobre fabiana novello

jornalista que gosta de lugares e histórias
Esse post foi publicado em Cidades, Viagem e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s